Tubarões em Risco de Extinção. Série Preservando os Gigantes

Tubarão Branco – Vulnerável 

Os Tubarões Brancos são grandes alvos da pesca comercial e de pescadores informais a procura de sua mandíbula, nadadeiras e outras partes que podem ser comercializadas e colecionadas.
Com o objetivo de proteger uma espécie que tem mais de 60 milhões de anos e que está no topo da cadeia alimentar alguns países como Estados Unidos e Austrália tentam regulamentar sua proteção. Sua extinção provocaria uma reação em cadeia com o aumento da população de focas e leões marinhos, suas presas favoritas, que por consequência acabam consumindo mais peixes. As consequências do desaparecimento do Tubarão Branco pode chegar até nós seres humanos ao afetar algas, plânctons e organismos que produzem grande parte do oxigênio da atmosfera.


No ano de 2015 a União Internacional pela Conservação da Natureza colocou o Tubarão Branco na lista de espécies ameaçadas de extinção, a Red List. O Tubarão Branco é uma espécie rara e procria somente um ou 2 filhotes por vez e é uma das criaturas marinhas mais perseguidas por pescadores e aqueles que querem enfrentá-lo.

Tubarão-raposa- Vulnerável

Comercialmente valiosa, esta espécie é constantemente pega em redes de pesca e sua baixa reprodução, apenas 1 a 2 filhotes por ninhada, faz com que eles se reproduzam em uma velocidade inversa à que são pescados.

Bastante comum nas águas tropicais da Ásia, América do Norte e do litoral brasileiro é facilmente reconhecido pela sua longa cauda . No ano de 2015, em um espetáculo raro de se ver, o Tubarão Raposa foi visto nas águas do México, já que, ameaçado de extinção, ele não costuma ser visto em mar aberto.

Tubarão Martelo – Em perigo

Geralmente são pegos por redes de pesca acidentalmente o Tubarão Martelo teve sua população reduzida 80% ao longo dos últimos anos, tendo em vista também a sua baixa reprodutividade.

Encontrado pela costa brasileira, é considerada a espécie mais pescada no Brasil, principalmente no sul e sudeste do país. Suas fêmeas em período gestacional são facilmente capturadas, diminuindo a taxa de reprodução da espécie.

Tubarão mangona – Vulnerável

Esta espécie encara alto risco de extinção, novamente ameaçados pela pesca comercial e a baixa taxa de reprodução,um a dois filhotes a cada 2 anos. Vive em diversas regiões como baías rasas, corais, recifes rochosos e áreas mais profundas em torno da margem externa de plataformas continentais. É encontrado em zonas costeiras bastante afetadas pela pesca, facilitando sua captura. No AquaRio podemos encontrar 3 tubarões Mongona que estão na empreitada da reprodução em cativeiro.

Tubarão Galha Branca – Vulnerável

O Tubarão Galha Branca entrou na lista de espécies ameaçadas de extinção do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e sua pesca está proibida no país desde 2013, no entanto a fiscalização ainda não consegue dar conta da pesca comercial do Tubarão Galha Branca que possui uma das barbatanas mais valiosas no mercado internacional. Sua pesca é somente autorizada para fins científicos com a devida autorização do órgão ambiental responsável.

Agora que você já entendeu as consequências da extinção dos tubações e quais espécies estão ameaçadas, saiba como podemos apoiar a preservação de tubarões.

Aproveite para garantir o seu ingresso e conferir a programação completa do mês do tubarão no AquRio