Os peixes namoram?

“Poxa crush por que você não me nota?” Quem lembra dessa música que ficou famosa entre os solteiros para falar que não somos correspondidos por quem temos uma paixãozinha?

Um passeio no AquaRio, flores, jantar ou até um litrão. O Dia dos Namorados está aí e utilizamos várias estratégias para conquistarmos o par perfeito nessa data especial, mas será que os peixes também precisam conquistar uns aos outros?

Nesse post você vai aprender muuitas curiosidades sobre algumas estratégias – bem diferentes – que os peixes usam para ficarem bonitos na fita, quer dizer, serem notados pelas fêmeas/machos para se reproduzirem.

Cores de encantar

Uns têm cores lindas para chamarem atenção…

O display de cores, cores diferentes e exóticas que os animais possuem, é muito útil na hora da conquista. Alguns peixes como o beija-flor do pacífico e o peixe anjo, possuem cores diferentes para conquistar as fêmeas que, por sua vez, possuem cores menos chamativas. Essa diferença está ligada à função de cada peixe na hora da conquista.

O macho muitas vezes assume o papel ativo na hora de conseguir atenção das fêmeas! Isso pode ser observado não somente nos peixes, como também nas aves.

Olhando bem, parece mesmo um beija-flor, não é mesmo?

Vôo alto

Outros “voam” alto para conquistar as suas amadas…

Algumas espécies de raias disputam quem vai ficar com a fêmeas por meio de seus pulos. Funciona assim: o macho que pular mais alto conquista a fêmea. A raia-chita é um exemplo que utiliza dessa estratégia na hora da conquista.

Noite vai ter lua cheia  

Alguns são tão românticos, que podem se reproduzir em época de lua cheia…

Essa é uma das características dos corais e dos peixes-palhaço, que desovam sobre uma rocha, bem pertinho de uma anêmona. Quem acaba cuidando dos ovos e dos peixinhos é o pai.

Piracema do amor

E outros, saem até da água salgada para o amor rolar…

Durante o trajeto da piracema, movimento que os cardumes nadam contra a correnteza para realizar a desova no período de reprodução, os peixes “namoram”. Sim, isso mesmo, namoram por até 4 horas antes de começar a fecundação!

Esse período de paquera é considerado um verdadeiro balé entre machos e fêmeas. Os peixes se encostam uns nos outros e, com isso, acabam produzindo um som, enquanto lançam os óvulos e sêmens no fundo do rio.

Quer aproveitar esse clima romântico para dar um passeio diferente com seu amor? Clique aqui e #VemProAquaRio!